Fechar

Blubell, para embalar o fim de semana.

Publicado por:
Flor Reis
0

Blubell é uma cantora diferente. Canta uma MPB que é ao mesmo tempo moderna e retrô, e tem uma sonoridade peculiar, um timbre suave e por vezes ácido. Mistura inglês, português, francês e sotaques carregados, em tom de tragicomédia.

 

Equaciona pianos e metais de jazz com samples, batuques e efeitos sonoros modernos. Suas letras também carregam esse aspecto agridoce, essa constante oscilação entre o tempo atual e o passado, com títulos que vão de “eu sou do tempo em que a gente se telefonava” a “diva é uma ova”.

 

A indicação musical de hoje, uma das minhas preferidas do repertório dela, é uma dessas brincadeiras temáticas, algo que seria efetivamente muito cômico se não fosse trágico. A começar pelo nome: A Mulher Solteira e o Homem Pavão.

 

Autoexplicativo, não? O retrato de um date frustrado, um novo hino para estes tempos de cultura do like e mercantilização das relações amorosas? Uma piadinha inocente?

 

Bom, vou deixá-la contar a história:

 

Esse texto é uma parceria d’a Fala com a Esc. Escola de Escrita e o Grupo de Estudos Feministas Capitu

 

Sobre a autora
Flor Reis

Feminista, progressista, de esquerda. Libriana com ascendente em touro. Operadora do direito que teima em cultivar a fé na justiça. Hedonista, ridiculamente deslumbrada pela vida, sem controle do volume da própria voz. Demasiada. Aspirante a cantora e escritora. Livre.

Outros posts

Mais da nossa fala

Posts relacionados

NÃO VER COMENTÁRIOSVER COMENTÁRIOS