Fechar

Uma mina dando um pau na bulimia

Publicado por:
Paula Bernardelli
1

É assim que se define a Mirian Bottan em sua fantástica conta no Instagram!

Mirian sofreu com transtornos alimentares durante 16 anos, e agora utiliza suas redes sociais para desconstruir a imagem de corpos perfeitos e, especialmente, combater a ideia de que corpo determina o valor de alguém.

Além de levantar um debate necessário sobre o tema, ela administra uma página no Facebook chamada Precisamos Falar, que acolhe mulheres que sofrem de transtornos alimentares formando uma grande rede de apoio.

 

Não é sobre as pessoas não poderem perseguir um corpo sarado, e sim sobre o direito de não querer perseguir corpo nenhum e mesmo assim ser tratado com respeito. Será que a gente consegue?

Mirian Bottan

É um desses perfis que vale a pena acompanhar, curtir e se unir.

Vamos juntas!

Na foto da esquerda sou eu há dois anos, com 14% de gordura corporal. Na foto da direita sou eu hoje, depois de abandonar as restrições, a bulimia e recuperar um pouco de gordura. E mesmo eu tendo um corpo que ainda passa bastante longe de ser considerado gordo, muita gente pergunta se eu realmente consigo estar tranquila com a forma que ele tem hoje, ou até se sou contra a busca pelo corpo que eu tinha no passado. . E é importante lembrar que eu não escolhi entre um corpo e outro. Eu escolhi entre uma vida e outra. . Quanto mais empenho eu colocava na construção daquele corpo, mais ele ganhava importância, enquanto outras coisas mais importantes perdiam. A compulsão ainda me assombrava pela ansiedade de achar que ele nunca estava bom o suficiente, que eu ainda não era boa o suficiente. E eu apenas decidi que não queria mais deixar o que me importava de lado para perseguir algo que não era eu. . Vc pode buscar e ter o corpo da esquerda se isso te fizer feliz, nossa conversa não é sobre quem está bem com essa escolha. É sobre quem está se machucando em nome de algo que na verdade não é a grande resposta para a dor. . Não é sobre as pessoas não poderem perseguir um corpo sarado, e sim sobre o direito de não querer perseguir corpo nenhum e mesmo assim ser tratado com respeito. Será que a gente consegue? 💜 . . #anotexia #bulimia #doeta #emagrecer #emagrecimento #compulsaoalimentar #corposarado #corpoperfeito #jejum #jejumintermitente #projetoverao #projetovidão

Uma publicação compartilhada por Mirian Bottan (@mbottan) em

Sobre a autora
Paula Bernardelli

Feminista por necessidade, desde criança encontrou na verbalização uma arma de resistência, escreve porque acredita nas palavras como fonte inesgotável de magia, na importância do debate e na força da pluralidade de vozes.

Outros posts
NÃO VER COMENTÁRIOSVER COMENTÁRIOS